Trabalhar à noite faz mal para a saúde?

Comportamento2.805 Visualizações

O organismo do homem foi preparado para descansar à noite e ter hábitos diurnos, no entanto, enquanto a maioria dos trabalhadores dorme, um grupo bem menor de homens e mulheres (porteiros, seguranças, policiais, pilotos, enfermeiros, garis, taxistas, motoristas de ônibus, garçons, médicos, entre outros) se mantém acordado. Afinal, também há vida durante a noite.

 

Existem pessoas que, apesar de terem emprego durante o dia, optam por trabalhar de noite e fazer hora extra para complementar a renda familiar. Outras preferem trabalhar em casa durante a noite, já que a tranquilidade é maior devido ao silêncio da madrugada. No entanto, especialistas dizem que esta troca do dia pela noite pode acarretar vários problemas de saúde, além de requerer uma adaptação que pode ser demorada.

Assim sendo, quem tem emprego noturno precisa ter cuidado redobrado com a saúde, pois o seu relógio biológico sofre mudanças, mexendo, inclusive, com hábitos alimentares e com a regularização do sono. O ritmo com que a atividade é realizada também é afetado e a pessoa pode ter a atenção diminuída, assim como a memória e o raciocínio, que podem ficar comprometidos.

Aliás, quem não dorme à noite pode desenvolver predisposição a diabetes (há maior resistência à ação da insulina, hormônio responsável em regular o açúcar no sangue) e obesidade (dificuldade de ação do hormônio da saciedade no organismo).

Segundo estudos realizados, outros problemas relacionados ao trabalho noturno dizem respeito a estresse crônico, problemas cardiovasculares, irritabilidade, fadiga (que pode gerar acidentes), problemas gastrointestinais, ansiedade e até depressão. No caso das mulheres pode haver ainda mudanças no ciclo menstrual.

Segundo resultados de pesquisas feitas pela revista British Medical Journal, as pessoas que trabalhavam em turnos noturnos apresentaram 24% mais riscos de terem problemas coronarianos; 23% mais chances de sofrerem um ataque cardíaco; e 5% mais chances de terem um AVC do que as pessoas que trabalham em horários diurnos. Trabalhar à noite leva a um risco 40% mais elevado de ter doenças coronarianas.

Como manter a saúde trabalhando à noite

Apesar de trabalhar à noite, as pessoas podem melhorar a sua qualidade de vida e não prejudicar tanto a sua saúde. Dormir bem e no mesmo horário, mesmo que seja à tarde, por exemplo, vai ajudar a regularizar o relógio biológico. Confira a seguir algumas dicas.

  • Para regular o seu relógio biológico procure dormir no mesmo horário.
  • Durma pelo menos oito por dia, direto, sem intervalos. Dormir horas seguidas ajuda a repor o sono com mais qualidade.
  • Mesmo que seja dia, deixe o quarto bem escuro. O ambiente escuro ajuda a relaxar durante o sono. Se o quarto não for arejado (no calor torna-se difícil dormir à tarde), refrigere o ambiente, ou seja, ligue o ventilador ou ar condicionado.
  • O barulho é mais intenso durante o dia do que à noite, por isso peça às pessoas que moram em sua casa para diminuir ou não fazer barulho enquanto você dorme.
  • Durma algumas horas antes de ir para o trabalho, para que não sinta sono mais tarde.
  • Evite alimentos e bebidas que prejudiquem o sono. Não tome chá mate, preto ou refrigerante a base de cafeína.
  • Visite o médico. Faça “check-up” para ver como anda a sua saúde.