Queimaduras de sol – como prevenir e tratar

No verão, a maioria das pessoas deseja colocar o bronzeado em dia, só que às vezes acaba exagerando na exposição ao sol e a pele pode sofrer queimadura de sol, principalmente se a exposição ocorrer durante o horário de maior incidência de irradiação solar (10h às 16h) e se não for utilizado na pele qualquer tipo de protetor solar.

 

Mas, o que é a queimadura de sol? Ela acontece quando a pele fica excessivamente vermelha após um longo período de exposição ao sol sem proteção. Em princípio talvez não seja possível identificar a queimadura, já que os primeiros sinais podem demorar mais de 24h para aparecerem. No entanto, se a exposição ao sol tiver sido intensa, mais cedo ou mais tarde os primeiros sintomas começarão a surgir, como, por exemplo, a pele fica sensível e dolorida se for tocada. 

Quando a queimadura é grave pode ocorrer o surgimento de bolhas na pele. Também é comum haver o descascamento da pele nas áreas que foram queimadas pelo sol.

Bebês e crianças são mais sensíveis aos efeitos da queimadura de sol, assim como as pessoas de pele clara. No entanto, pessoas com pele escura e negra também devem se proteger.

As pessoas podem pensar que depois que passa a queimadura de sol, não haverá mais problemas. Isso é um engano, pois o dano sofrido pela pele pode ser permanente em muitos casos. Isso significa que no futuro a probabilidade de se ter câncer de pele é muito maior em pessoas que não usam protetor solar do que as que utilizam. Além do mais, a intensa exposição da pele ao sol provoca o envelhecimento precoce da pele.

Quando a queimadura de sol não é muito grave, é possível tratá-la em casa, mas no caso de queimaduras de sol mais grave, procure um médico o mais rápido possível. 

Sintomas de queimaduras de sol

Depois de ficar horas com a pele exposta ao sol, você até pode pensar que não sofreu qualquer queimadura de sol. No entanto, preste atenção em alguns sintomas. Se a pele ficou excessivamente vermelha, se você apresenta sinais de febre e desidratação, por exemplo, procure por um médico. Quanto mais rápido, melhor.

 



 

Confira a seguir alguns sintomas de queimaduras de sol.

  • Repare se aparecerem bolhas espalhadas pelo corpo. As bolhas estouram e inflamam. 
  • Aparecimento de náusea, febre, calafrios ou erupção cutânea.
  • Sensação de tontura ou fraqueza.
  • Sinais de muita sede, retenção da urina ou olhos fundos.
  • Dor nos olhos e sensibilidade à luz.
  • O pulso e a respiração ficam mais acelerados.
  • A pele fica com aparência pálida, pegajosa ou fria. 

Como prevenir as queimaduras de sol

A melhor forma de prevenir contra as queimaduras de sol é utilizar o protetor solar durante todo o tempo em que a pessoa estiver exposta ao sol. Usar roupas com fator de proteção solar (FPS) e chapéus de abas largas também ajudam a proteger a pele da intensa radiação solar. Confira a seguir as principais dicas para prevenir as queimaduras de sol.

  • A exposição ao sol deve ser evitada durante as horas de maior intensidade dos raios solares, ou seja, das 10h às 16h. 
  • Para evitar queimaduras compre protetor solar com fator de proteção solar (FPS) 30, no mínimo. A proteção da pele é maior quanto maior for o FPS. 
  • Não economize na aplicação do filtro solar, ou seja, aplique quantidades generosas de protetor solar na pele. 
  • O protetor solar deve ser aplicado em todo o corpo, mas especialmente no rosto, nariz, orelhas e ombros. 
  • O protetor solar deve ser aplicado pelo menos 30 minutos antes do início da exposição ao sol. O objetivo é permitir melhor absorção do protetor. 
  • O protetor solar deve ser reaplicado depois de nadar e a cada 2 horas enquanto a pessoa estiver exposta ao sol.
  • Opte por roupas e trajes de banho com FPS. Roupas claras refletem o sol mais eficientemente.
  • Chapéus de abas largas ajudam a proteger o rosto.
  • Opte por óculos de sol com proteção UV.
  • Os lábios podem ser protegidos por protetor solar apropriado. 

Protetor Solar – o que é FPS?

Já reparou que as embalagens dos protetores solares têm uma sigla chamada FPS? Essa sigla quer dizer Fator de Proteção Solar. Esse fator de proteção varia de 2 até 100 nos protetores e serve para medir a proteção contra os raios ultra-violetas. Mas esse valor só protege contra os raios UVB (que são os causadores das queimaduras do sol) e não protege contra os UVA.

Se ficarmos no sol sem passar um protetor a pele começa a assar sob o efeito do sol, ficando vermelha. Com protetor, a pele vai demorar mais para sentir os efeitos solares. Com FPS 30 por exemplo a pele demnorará 30 vezes mais para ficar avermelhada. Sendo assim é essencial comprar o protetor solar certo. Quando mais branca e sensível sua pele, maior o FPS recomendado. Caso você se queime antes desse tempo em que a pele deveria estar protegida, aumente o FPS ou passe o mesmo protetor em intervalos mais curtos.

Significado e diferença de UVA e UVB

A radiação UVA nos atinge a todo momento, seja no inverno ou no verão. Eles penetram de maneira mais profunda na nossa pele sendo os principais responsáveis pelo envelhecimento precoce. Pode causar predisposição ao câncer de pele e alergias. Câmaras de bronzeamento artificial utilizam muito raios UVA.

Os raios UVB são filtrados pela atmosfera mas uma parte consegue passar e causam danos à nossa pele. No verão a incidência de UVB é pior, os raios penetram na pele e causam as queimaduras solares. Não se engane caso você tome sol e não fique com a pele vermelha, você foi exposto da mesma forma aos raios UVB e os danos podem ser grandes, como o envelhecimento da sua pele

Cuidados pós-queimadura de sol

Se você se expôs demais ao sol e está com queimaduras, então é melhor tomar alguns cuidados básicos. Você sabe como aliviar a queimadura do sol? Não? Então confira a seguir como tratar queimadura de sol em casa, no caso de ser uma queimadura mais leve. Se a queimadura for mais intensa, então será necessário procurar um médico.

  • Você pode colocar panos úmidos e frios em cima da queimadura. As compressas frias ajudam a aliviar a sensação quente da pele.
  • Você pode tomar uma ducha ou banho frio. Não tome banho com água quente.
  • Você também pode resfriar a pele numa banheira com água fria. Para combater a inflamação, coloque um punhado de maizena ou aveia na água.
  • Não utilize buchas, esponjas e sabonetes, pois podem ressecar e lesar ainda mais a pele.
  • Não esfregue a toalha no corpo após o banho.
  • Não aplique gelo diretamente sobre a pele.
  • Aplique um creme hidratante após o banho para aliviar o desconforto se a pele não tiver bolhas. Uma dica é colocar o hidratante para resfriar na geladeira (por 15 minutos) antes da aplicação.
  • Para ajudar a reduzir a inflamação, use cremes com cortisona.
  • Use roupas largas de algodão. 
  • Não exponha a pele ao sol se estiver com queimaduras.
  • Não aplique na pele produtos contendo benzocaína, lidocaína ou petróleo (como Vaselina).
  • Beba bastante água para hidratar a pele.
  • As bolhas não devem ser estouradas. A ferida aberta pode infeccionar.
  • Não caia em tentação e não arranque a pele que está descamando. 

Receitas para tratar queimadura de sol

Para aliviar a dor provocada pela queimadura da pele, você pode preparar algumas receitas caseiras para queimadura de sol. Confira alguns tratamentos naturais.

  • Aveia – Quando for tomar banho, despeje flocos de aveia numa banheira com água fria e fique mergulhado nela por 20 minutos. Com propriedades calmantes, a aveia ajuda a aliviar as dores da queimadura de sol.
  • Água com amido de milho – Misture o amido de milho com água e faça uma papinha. Passe na queimadura e deixe a mistura na pele por meia hora. Depois, enxágue com água fria.
  • Pepino ou batata – Coloque rodelas de pepino ou batata geladas nos locais queimados.
  • Aloe Vera – Aplique uma leve camada de aloé vera sobre a pele.
  • Chá verde – Aplique compressas de chá verde gelado sobre a pele. O chá contém propriedades que diminuem a inflamação da pele, fazendo com que ela se regenere mais rapidamente.