Origami – o que é e como fazer

Com certeza você já ouviu alguém comentar que os japoneses fazem lindos e delicados trabalhos em origami. Mas, você sabe o que é origami? Origami vem do japonês “ori” (dobrar) e “kami” (papel). Ela é uma arte tradicional e secular japonesa que consiste na arte de dobrar o papel que pode se transformar, posteriormente, em figuras de animais, formas e objetos.

 

Assim, somente fazendo dobraduras é possível criar gatos, cachorros, cavalos, estrelas, pássaros, focas, aviões, barcos, caixas, enfim, há uma enorme variedade de possibilidades a serem exploradas. Não há cortes nem cola para fazer o origami.

A arte de fazer origami é muito popular e encanta pessoas de todas as idades, como crianças e adultos. Afinal transformar uma folha de papel em bichinhos e brinquedos é como fazer mágica. Por isso, fazer origami é uma grande brincadeira, uma diversão para toda a família, mas que é levada a sério. No entanto, será preciso ter um ingrediente a mais para criar lindos origamis: paciência.

Você sabia que para os japoneses cada figura do origami tem um significado? O tsuru (cegonha), por exemplo, que é a ave-símbolo do origami, significa felicidade, saúde e boa sorte. Aliá, diz a lenda que quem fizer mil tsurus em origami terá sucesso e o seu pedido realizado. Já a tartaruga representa a longevidade, e o sapo, significa amor e fertilidade.

Origamis da cegonha e flores

Mas, como fazer origami? Um pedaço de papel quadrado branco ou colorido é o suficiente para fazer origamis com formas geométricas mais simples.   

Além de encontrar livros que ensinam a fazer origami, você também encontra diversos sites na internet que explicam como fazer origami de forma simples e fácil.

História do Origami

 

A origem do origami é tão antiga quanto à do papel, que surgiu em 105 a.C. (antes de Cristo), na China. Historiadores acreditam que o origami surgiu após a chegada do papel no Japão entre os séculos V e VI.  

Muitos séculos se passaram até surgirem os primeiros livros de origami. Isso ocorreu entre os anos de 1603 a 1867. Mas, somente a partir do primeiro livro com instruções “Como Dobrar Mil Tsurus”, de Senbazuru Orikata, lançado em 1797, é que o origami tornou-se uma arte popular. Depois, no século XIX, em 1845, foi publicado outro livro muito famoso, intitulado “Kan No Mado”, que incluía cerca de 150 modelos de origami.  

Akira Yoshizawa é considerado o pai do origami moderno. O título é atribuído a ele porque foi Akira quem inventou os Símbolos usados para explicar o passo a passo de cada dobradura. O Sistema Yoshizawa – Randlett, como foi chamado, foi lançado em 1956. 

Como fazer Origami

Quem nunca fez um bichinho com dobradura de papel não sabe nem por onde começar a fazer o seu origami. Então, a seguir confira algumas dicas que irão facilitar o seu trabalho na hora de fazer o origami para dar de presente ao casino online seu filho ou sobrinhos.

  • Mantenha as mãos sempre limpas para não sujar o papel e, consequentemente, o origami;
  • Se for iniciante na arte da dobradura em papel, não compre papéis caros. Opte por um papel fino;
  • Arrume o ambiente antes de começar a dobradura. Certifique-se de que há boa iluminação e que você irá fazer as dobras em uma superfície plana, lisa e bastante sólida;
  • Lembre-se que a paciência é fundamental para fazer origami, ou seja, não seja apressado;
  • Quando for começar a dobrar o papel, certifique-se de que já está familiarizado com todos os símbolos das instruções. O ideal é que você já tenha aprendido todos os símbolos antes de iniciar o origami;
  • Siga o passo a atoledo passo e não pule etapas;
  • Não se desespere se ao fazer o origami algo der errado. Siga as instruções e vá comparando com as indicações do livro, do site ou do vídeo. E se for o caso, recomece;
  • Não fique chateado se o modelo do origami não ficar perfeito logo de início. Repita quantas vezes for necessário, já que somente a prática será capaz de levar à perfeição;
  • Se no início não quiser usar os papéis específicos para criar o origami, use os papéis que recebe na rua para praticar;
  • Para acentuar os vincos das dobras passe a unha sobre elas.

Papéis para Origami

Para fazer origami é preciso escolher o papel adequado. Há uma grande variedade de papéis, no entanto será preciso levar em consideração alguns fatores, como, por exemplo, a espessura. Afinal, quando o papel é fino ou mole demais a tendência é ele se rasgar facilmente, não sendo, portanto, ideal para ser dobrado ou desdobrado diversas vezes. Já papéis mais grossos podem se quebrar ao serem vincados.

Para fazer peças simples em origami, o recomendável é utilizar o papel quadrado, cuja medida padrão universal é de 15×15. Já para peças mais complicadas, o ideal é usar papel 25×25. No entanto, nada impede que você opte por fazer peças em origami com papéis de formatos retangulares, triangulares ou até circulares.

A seguir, confira algumas dicas de papéis para origami.

PAPÉIS JAPONESES PARA ORIGAMI

Feitos de forma artesanal, com técnicas e materiais especiais. São especialmente produzidos para fazer origami. São mais macios que outros tipos de papéis. Há uma enorme infinidade de cores (mais de 500) e texturas. Já vêm cortados em diversos tamanhos. Não são facilmente encontrados no Brasil. Por serem importados são mais caros que os fabricados no Brasil. Já os papéis industrializados custam menos.


PAPEL ESPELHO

É o papel mais usado para fazer dobradura. O papel espelho é colorido de um lado e branco de outro. O tamanho padrão desse papel é (15cm x 15cm). Pode ser encontrado em papelarias.


PAPEL DOBRADURA

Um dos mais usados para fazer origami. A marca Spiral é a melhor para substituir o Papel Japonês original.


PAPEL DE PRESENTE OU FANTASIA

As estampas de um ladodo papel e o branco do outro lado valorizam ainda mais o modelo do origami. É possível encontrar uma grande quantidade de papéis importados e de alta qualidade.


PAPEL METALIZADO

Há vantagens e desvantagens em se usar esse tipo de papel. Entre as vantagens está o fato de que é possível dobrar ou moldar a peça com maior facilidade. Com relação a desvantagem é preciso ficar atento quanto aos vincos que ficam mais evidentes, deixando assim marcas no modelo do origami já pronto.

Por ser um papel delicado, o manuseio deve ser feito com cuidado. E para ficar com o aspecto metalizado, o papel é tratado quimicamente e depois recoberto com uma camada de pó metálico (alumínio, estanho, bronze, etc).