Guia de Suplementos Alimentares

No Brasil, quando o verão se aproxima, homens e mulheres correm para as academias de ginástica, em busca do corpo perfeito. Afinal, ninguém quer fazer feio nas praias durante a estação mais aguardada do ano. E para obter o resultado que desejam no menor tempo possível recorrem a diversos tipos de exercício e até de alguma ajuda extra como, por exemplo, a ingestão de suplementos alimentares, também chamados de suplementos nutricionais  ou se preferir suplementos musculares e suplementos para massa muscular.

Mas, o que são e para que servem os suplementos alimentares? Eles reúnem nutrientes como aminoácidos, vitaminas, fibras, minerais ou ácidos graxos. Eles surgiram com a promessa de melhorar o desempenho de quem pratica exercícios físicos, por isso atletas e frequentadores de academias são os principais consumidores destes produtos, que podem ser encontrados à venda em academias, lojas especializadas e até na internet. Os suplementos ajudam no desempenho de quem pratica exercícios físicos e são um complemento à dieta diária. Vale lembrar, porém, que os suplementos alimentares não devem substituir a refeição normal.

Um dos principais motivos pelos quais quem pratica atividade física, ou é adepto da musculação, inclui os suplementos alimentares no seu dia a dia é o fato deles ajudarem na queima de gordura. Outro fator importante é que eles ajudam no ganho de massa muscular mais rapidamente. Por isso, quem quer aumentar seu desempenho na academia ou fazer a atividade física render ainda mais recorre aos suplementos alimentares existentes. 

Uma das principais recomendações antes de começar a tomar suplementos alimentares é consultar um médico, nutricionista ou profissional de educação física. Só um profissional pode dizer se determinado suplemento pode ou não ser ingerido por você, já que cada pessoa tem um motivo para incluir o suplemento na sua dieta diária.

Há quem queira ganhar massa muscular, aumentar a sua energia, perder peso e emagrecer, ou simplesmente complementar a alimentação natural. Por isso é fundamental consultar um médico e fazer uma avaliação sobre a sua saúde, mesmo porque cada suplemento alimentar contém uma composição própria. Assim, quando o profissional estiver ciente dos objetivos e das condições físicas do atleta ou do não atleta, ele terá condições de indicar o melhor produto para o seu caso. Vale ressaltar que quem deseja tomar suplementos alimentares deve seguir a orientação do médico e tomar somente o suplemento e a dosagem recomendada.

Outra dica fundamental é que os suplementos alimentares fazem mais efeito se combinados com uma boa alimentação balanceada e um programa de exercícios. Sozinhos e tomados de forma indiscriminada, eles poderão causar sérios problemas ao organismo. 

Aspectos positivos e negativos dos suplementos

Motivados pela intensa propaganda, principalmente na televisão, e apesar de ainda haver divergências entre cientistas quanto à eficácia dos suplementos alimentares, atletas e não atletas estão recorrendo cada vez mais aos suplementos. O objetivo é melhorar a sua performance e garantir o tão sonhado corpo atlético no menor tempo possível.

Se por um lado alguns destes produtos trazem benefícios para o corpo, por outro lado há alguns aspectos negativos que devem ser levados em consideração. O ganho de massa muscular, o retardo da fadiga muscular durante os treinos e a melhor do desempenho são alguns pontos positivos. No entanto, o uso de suplementos alimentares deve ser controlado, pois pode produzir alguns efeitos colaterais como dopping e retenção de líquidos. Os rins também podem ter sua função comprometida devido à ingestão de suplementos alimentares à base de proteína.

Por isso fica o alerta. Para não comprometer a sua saúde, não cometa excessos e não comece a tomar suplementos alimentares sem orientação médica. A expectativa de resultados rápidos pode levar muita gente a prejudicar a sua saúde. Os riscos existem e não devem ser minimizados. 

Recomendações antes de tomar suplementos alimentares

Muitas pessoas recorrem aos suplementos alimentares para fortalecerem seus músculos, no entanto, assim como qualquer remédio que tomamos, é preciso que estes produtos também sejam receitados por quem entende do assunto. Assim, se você quer ingerir suplementos alimentares que são encontrados à venda, confira as dicas a seguir.

  • Consulte um médico, nutricionista ou profissional de educação física que tenha experiência no manuseio dos suplementos e siga sempre suas orientações.
  • Faça uma avaliação de sua saúde antes de começar a ingerir suplementos alimentares. A avaliação é importante porque o organismo de cada pessoa reage de forma diferente quando o assunto é a ingestão de suplementos alimentares.
  • Faça os exames médicos prescritos. Normalmente são solicitados exames clínicos, de sangue e radiológicos de órgãos responsáveis pelo metabolismo. 
  • Tome os suplementos alimentares somente na dosagem adequada indicada por um profissional competente, ou seja, não aumente a dosagem por conta própria.

 

Recomendações da ANVISA sobre suplementos alimentares

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) foi criada para ser uma agência reguladora ligada ao Ministério da Saúde. Ela tem como missão “proteger e promover a saúde da população garantindo a segurança sanitária de produtos e serviços e participando da construção de seu acesso”.

Assim sendo, a ANVISA fiscaliza e exerce o controle sanitário de medicamentos, alimentos, cosméticos, derivados do tabaco, sangue, entre outros. Por isso, ela tem poderes para, por exemplo, suspender a distribuição, a divulgação, o comércio e o uso de produtos que não estejam de acordo com as suas avaliações de segurança, já que alguns destes produtos entram no Brasil sem autorização e são comercializados livremente, sem qualquer controle.

Os suplementos alimentares que são vendidos no país também passam pelo controle da ANVISA, mesmo porque, segundo a agência reguladora, o consumo de suplementos alimentares pode causar graves danos à saúde. Isto porque alguns suplementos, de acordo com a ANVISA, podem conter substâncias com propriedades terapêuticas, e por isso, devem ser consumidos somente após avaliação médica.

Alguns suplementos alimentares importados já tiveram a importação e a venda proibida no Brasil, como, por exemplo, os suplementos que contêm a substância dimethylamylamine (DMAA), pois esta pode causar graves danos à saúde, como aumento da frequência cardíaca ou da pressão arterial.

Por isso, para que você não se deixe levar por falsas promessas, confira alguns cuidados e  recomendações da ANVISA sobre suplementos alimentares.

  • Fique atento às promessas milagrosas e de ação rápida, como, por exemplo, “Perca 5 kg em 1 semana!”. 
  • Desconfie de produtos que prometem a prevenção ou o tratamento de qualquer tipo de doença.
  • Desconfie se o produto é bom demais. Nem sempre é rápido, fácil e seguro emagrecer ou ganhar músculos de forma saudável.
  • Desconfie de produtos que prometem a prevenção ou o tratamento de qualquer tipo de doença.
  • Os produtos devem conter rótulos em português, e não somente em língua estrangeira.
  • Os sites que comercializam produtos devem conter a identificação da empresa fabricante ou da distribuidora. Dados como endereço, CNPJ ou serviço de atendimento ao consumidor devem estar presentes no site. 
  • Não se deixe impressionar por fotos de pessoas hipermusculosas ou que façam alusão à perda de peso.
  • Suplementos alimentares não são próprios para benefícios cosméticos, como redução de celulite e de rugas. Eles também não melhoram a pele de quem os utiliza.
  • Suplementos alimentares não têm função terapêutica.
  • Não se deixe levar pelo uso de imagens e/ou expressões que façam referência a hormônios e outras substâncias farmacológicas.
  • Para driblar a fiscalização, muitas empresas divulgam seus produtos através de panfletos ou folders. 

 

Lista de suplementos alimentares

Em lojas que vendem suplementos alimentares você vai encontrar diversos produtos à venda. Selecionamos aqui os tipos de suplementos alimentares mais utilizados por quem deseja aprimorar o seu condicionamento físico.

BCAA

BCAAs – Abreviação de Branch Chain Amino Acids (Aminoácidos de Cadeia Ramificada). O suplemento inclui três aminoácidos que não são produzidos pelo organismo: l-leucina, l-isoleucina e l-valina. Os aminoácidos são usados pela musculatura como fonte de energia. Um dos suplementos mais importantes para qualquer programa nutricional esportivo. Ajuda na manutenção e no crescimento do tecido muscular. Ideal para quem faz atividade física intensa. 

 

whey protein

Whey Protein – proteína do soro do leite. É um dos suplementos mais utilizados, principalmente por atletas (possui aminoácidos que ajudam no ganho de massa muscular magra). Possuir um alto teor de lactose, não deve ser ingerido por quem possui alergia. Aumenta o rendimento, proporciona ganho muscular e estimula o sistema imunológico. O consumo por um longo período pode causar problemas renais e osteoporose. Pode conter solventes por isso tome cuidado extra para não ter problemas no organismo.

 

Whey protein isolado

Whey Protein Isolado – uma categoria mais recente das Whey Protein, de alta concentração proteica. Ajuda no desenvolvimento muscular. Como o nome já diz, possui uma fórmula isolada, sem açúcares e gorduras que prejudicam na absorção da proteína. A Sucralose geralmente é usada para que seu shake seja adoçado de maneira natural. A absorção pelo organismo é mais rápida, em média 10 minutos depois de ingerido já começa a agir nos músculos.

 

Carnitina

Carnitina – derivado dos aminoácidos lisina e metionina. Atua como transportadora de lipídios intracelulares. É considerado um queimador de gordura. Segundo estudos, a carnitina diminuiria a porcentagem de gordura corpórea em relação à massa muscular. Outro benefício seria melhorar a recuperação da frequência cardíaca dos corredores. No entanto, a carnitina não faz nada sozinho, e para obter o resultado desejado é preciso que o atleta realize exercícios físicos. 

 

Cafeina

Cafeína – aumenta o metabolismo, forte estimulante, produz maior disposição por um curto período de tempo. Para os praticantes de exercícios, a cafeína pode produzir resultado artificial, já que o rendimento do esportista é maior durante um determinado período, e logo depois há uma queda de energia. Por outro lado, por causa de seu efeito estimulante, a cafeína, se ingerida em grande quantidade, pode ocasionar efeito de doping. 

 

Creatina

Creatina – a fonte da creatina é a animal. Ajuda na produção de energia e no crescimento muscular. O efeito colateral do suplemento de creatina é o ganho de peso, já que há um aumento da massa muscular. Dependendo do resultado a ser obtido (aumentar a força na competição ou resultado por períodos mais longos), a dosagem a ser ingerida por dia é diferente. O suplemento deve ser tomado 30 minutos pós-treino. 

 

Hipercalóricos

Hipercalóricos – suplementos com alta concentração calórica. Indicado a atletas que visam o aumento de peso e massa muscular, e não gordura. Entre a composição nutricional dos hipercalóricos, está a maltodextrina, carboidrato de alto índice glicêmico. Em excesso, pode causar acúmulo de gordura.

 

Glutamina

Glutamina – aminoácido presente em nosso organismo, sendo mais presente no tecido muscular. Atua como nutriente (energético) para as células do sistema imunológico. Se há uma queda da glutamina, diminui a resistência do organismo. Também pode ter efeito anabolizante e ajudar no crescimento muscular.

 

Multivitamínicos

Multivitamínicos – complexos vitamínico-minerais. Eles podem ajudar no aumento da energia e resistência, na saúde da mente e na longevidade e no crescimento e na recuperação muscular. Os multivitamínicos podem ser encontrados em tabletes e em cápsulas. Há ainda os multivitamínicos antioxidantes, que têm a função de defender o corpo dos efeitos negativos dos radicais livres e os multivitamínicos antiestresse, que combinam vitaminas e minerais visando o combate ao estresse.

 

Pak ou Packs

Packs/Pak – ricos em nutrientes (vitaminas e minerais). Combinam macro e micronutrientes. Ajudam no aumento do ganho de massa muscular, energia, força e performance. Ideal para esportistas e pessoas altamente ativas, que necessitam diariamente da ingestão extra de nutrientes.

 

ZMA

ZMA – contêm nutrientes como zinco, magnésio e vitamina B6. Ajuda no aumento da força e de massa muscular, já que há um aumento da produção de hormônios anabólicos. Também ajuda no processo de recuperação do tecido muscular no pós-treino, já que o ZMA provoca o relaxamento muscular durante o sono. Ideal para quem faz musculação ou pratica outra atividade esportiva, e deseja aumentar a performance e os ganhos musculares. 

 

No2

NO2 (Óxido Nítrico) – óxido nítrico (NO) ou monóxido de nitrogênio. Ajuda no aumento da força, volume, resistência e explosão muscular. 

 

MRP

Substitutos de Refeição (MRP – Meal Replacement) – há três tipos de substitutos de refeição: em pó, barras ou líquidos. Eles podem ser encontrados com uma proporção maior de proteínas (ideal para quem faz exercícios físicos ou está fazendo uma dieta que deve conter mais proteínas) e com uma proporção menor (ideal para quem não faz exercícios físicos e nem tem uma rotina que exija esforço fisicamente). Ainda ajudam a acelerar o metabolismo, queimar gordura e ganhar músculos.

 

Gel de Carboidrato

Gel de Carboidrato – repositor dos carboidratos durante as provas e treinos longos. Repõe a energia gasta na corrida. O consumo do gel deve ser ingerido junto com água. Há gel de diversos sabores: banana, chocolate, baunilha, açaí com guaraná, e frutas tropicais, entre outros.

Suplementos Alimentares Contaminados

O cuidado deve ser redobrado na hora de escolher que suprimentos alimentares tomar. Há alguns anos atrás um estudo detectou vários suplementos alimentares contaminados vendidos no Brasil. Substâncias proibidas ou controladas faziam parte de sua fórmula, que ainda era turbinada com Sibutramina, uma substância que tira a fome. Estimulantes, diuréticos e esteróides anabolizantes completavam o coquetel. Como os suplementos são considerados alimento, não possuem registro da Anvisa.

Os suplementos não devem ser usados como substitutos dos alimentos, daí o nome "suplemento", pois servem como complemento nutricional. Eles devem ser utilizados quando não é possível atingir a quantidade de nutrientes ideal na alimentação regular, para corrigir tais desequilíbrios na nutrição. O sistema imunológico deve sempre ser fortalecido pelos alimentos, que fornecem vitaminas, lipídeos, aminoácidos, minerais e fibras. Claro que antes de utilizar qualquer suplemento a indicação é procurar um médico especialista.