O que exatamente é Informática?

Hoje em dia vivemos em um mundo onde a informática faz parte do nosso dia a dia, tanto no trabalho quanto em casa. Mas, o que é informática? Qual é exatamente o seu significado?

Esse termo é usado para descrever o conjunto das ciências da informação, que inclui a ciência da computação (estudo de algoritmos e suas aplicações na forma de softwares), a teoria da informação (lida com sistemas de comunicação, criptografia, transmissão de dados, codificação, etc), processo de cálculo (ramo da matemática, aplicado na ciência da computação) e análise numérica (ramo da matemática que estuda os algoritmos e que se relaciona com a tecnologia da informação).

A informática tem como objetivo organizar a informação, fazer com ela seja mais precisa, fazer com que ela obtenha resultados mais rápidos durante o processamento e que as informações geradas se tornem mais seguras.

O conceito da palavra informática surgiu com a junção de duas palavras: informação e automática. Assim sendo, podemos afirmar que a informática é a ciência que estuda o processamento automático da informação através dos computadores.

A informática pode ser aplicada em diversos segmentos, como, por exemplo, na educação, ajudando no apoio didático nas escolas. Na indústria, ela está presente no processo de automação e produção. Nas instituições financeiras, a informática atua no gerenciamento, enquanto que nas empresas, ela ajuda no controle de bens e pessoas. 

É comum atualmente usar o termo informática para referir-se ao processo de tratamento automático da informação por meio dos computadores, já que eles são a ferramenta mais adequada para tratar automaticamente e de forma veloz a informação.

Principais objetivos da informática:

  • Organização
  • Rapidez
  • Segurança
  • Precisão

Aplicações da informática:

  • Comércio (ferramentas comerciais)
  • Escolas ( apoio didático)
  • Indústrias ( automação e produção)
  • Empresas ( controle de bens e pessoas)
  • Instituições Financeiras ( Gerenciamento)
  • Outros…

Mundo informatizado

Informática em concurso público

Não conseguimos mais viver sem computadores. Até mesmo no serviço público, os computadores são amplamente utilizados, por isso os funcionários têm que saber operar os programas e trabalhar nos computadores. Assim sendo, nada mais justo do que incluir questões de informática nas provas de concursos públicos.

Atualmente, um grande número de concursos já inclui a matéria de informática na prova de Conhecimentos Básicos. No entanto, nem todos os concurseiros dão à matéria o seu devido valor, ou seja, muitos deles não resolvem estudar a fundo a matéria, optanto por dar somente uma "olhadinha", como se informática fosse um assunto menor e não tivesse tanto peso no resultado final da prova. Isso é um grande erro. O concurseiro deve, sim, investir no estudo da informática, principalmente porque nas provas são cobrados conceitos e detalhes que não fazem parte do nosso dia a dia. E estudar com afinco informática pode ser o diferencial entre conquistar ou não a tão sonhada vaga no concurso público.

Dentre os temas de noções de informática que são pedidos nos editais de concursos públicos, destaque para internet e intranet; utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos ligados à internet/intranet; conceitos básicos de segurança da informação; ambiente Windows XP, Windows 7 e Windows 8; principais aplicativos comerciais para edição de textos e planilhas, geração de material escrito e multimídia (Br. Office e Microsoft Office) e ferramentas e aplicativos de navegação, de busca e pesquisa, de correio eletrônico e de grupos de discussão.

Para estudar informática para concursos públicos, o concurseiro pode investir em um curso ou então comprar livros que trazem explicações sobre conceitos ligados ao tema. Muitos livros de informática são divididos em temas que podem ser: conceitos iniciais de informática; hardware (parte física dos computadores), Windows, Word, Excel, PowerPoint e aplicativos diversos (softwares, programas); internet e segurança da informação; redes de computadores, backup e aritmética computacional; sistema operacional Windows XP. No final dos livros, há sempre uma grande quantidade de questões de concursos públicos gabaritadas. Ou seja, depois de estudar a teoria é hora de colocar em prática os ensinamentos adquiridos e responder às questões.

Outra dica é fazer provas, que podem ser encontradas na internet, pois elas são um ótimo exercício para testar seus conhecimentos sobre informática. É possível encontrar uma grande variedade de questões que foram propostas em concursos anteriores. Segue o link de uma apostila sobre informática: http://www.idepac.org.br/apostilas/informatica.pdf

Informática nas universidades

Quem quer aprender mais, se especializar em informática, pode fazer um curso em universidades brasileiras. Os principais cursos ligados a computação são: Sistemas de Informação, Ciência da Computação e Engenharia da Computação. Mas, qual é a diferença entre cada um deles?

  • Sistemas da Informação – o curso lida com o planejamento, organização, armazenamento, coleta, processamento, transmissão, recuperação e disseminação de dados e informações que serão disponibilizadas para usuários e/ou clientes. Ou seja, o profissional terá condições de aplicar recursos de informática na solução de problemas das empresas, criando e instalando, inclusive, programas para facilitar as consultas.
  • Ciência da Computação – os conceitos e teorias da computação são aprofundados neste curso. Irá trabalhar com a criação de softwares, desde programas básicos até os mais complexos. Estará preparado para resolver problemas que envolvam computação em ambientes industriais, comerciais ou científicos.
  • Engenharia da Computação – o curso dá ênfase ao projeto, construção e no desenvolvimento de computadores e seus periféricos. Depois de formado, a pessoa está apta a projetar, desenvolver e implementar sistemas de hardware e software.