Mal de Parkinson – sintomas, tratamento e cirurgia

Muitas pessoas costumam confundir mal de Alzheimer(doença neurodegenerativa) com mal de Parkinson. Por isso fica a pergunta: você sabe o que é mal de Parkinson? Ela é uma doença neurológica, do cérebro, que atinge o sistema nervoso central e provoca tremores pelo corpo. A causa da doença de Parkinson ainda não é conhecida.

 

Quando as células nervosas usam a dopamina, substância química do cérebro, para ajudar a controlar os movimentos musculares está tudo bem. No entanto, quando essas células são destruídas lentamente, elas não podem enviar mensagens de forma correta. Como consequência ocorre a perda da função muscular. Assim, quem tem Parkinson tem os seus movimentos comprometidos e a pessoa tem dificuldade de coordenação.

O mal de Parkinson se desenvolve mais em pessoas com maior faixa etária, principalmente depois dos 50, 55 anos. Estatísticas mostram que a prevalência da doença aumenta a partir dos 70, 75 anos. Isso não significa, porém, que adultos jovens estejam imunes ao mal de Parkinson. A incidência é menor do que em idosos, mas eles também podem ser afetados (normalmente os casos de Parkinson em jovens se devem à hereditariedade). Aliás, a doença de Parkinson afeta tanto homens quanto mulheres. O mal de Parkinson é raro em crianças.

Não há um exame específico para identificar os sintomas de Parkinson, por isso o diagnóstico é feito pela exclusão de outras doenças. Alguns estudos estão sendo feitos para descobrir como é possível diagnosticar a doença. A técnica da cintilografia (exame de imagem), por exemplo, já está sendo utilizada em alguns poucos hospitais no Rio de Janeiro e em São Paulo. É injetada uma substância na veia do paciente, que liga os neurônios produtores da dopamina. Depois é analisada a quantidade de dopamina produzida. O paciente não possui o mal de Parkinson quando o nível de dopamina estiver normal no cérebro. 

Sintomas

Os sintomas da doença de Parkinson aparecem de forma lenta e suave, por isso nem sempre o paciente percebe que aquele sintoma está relacionado com o Parkinson. Além do mais, os sintomas variam de um paciente para o outro. 
Apesar da dificuldade inicial em notar os sintomas, uma dica é ficar atento quanto a leves tremores nas mãos, ou a lentidão dos movimentos. Confira outros sintomas:

 



 

  • Rigidez muscular (começando pela perna),
  • Dificuldade para engolir,
  • Falta de expressão no rosto,
  • Comprometimento do equilíbrio,
  • Distúrbios da fala,
  • Corpo inclinado,
  • Dores musculares,
  • Dificuldade de movimento (começar a caminhar ou se levantar de uma cadeira), tremores que surgem quando os membros estão em repousou ou quando o braço ou a perna são erguidos,
  • Diminuição ou desaparecimento de movimentos automáticos (como piscar),
  • Voz mais baixa.

Com relação aos sintomas iniciais do Parkinson também não se pode descartar a depressão, demência, desmaios, distúrbios do sono, respiratórios e urinários, perda de memória, alucinações.

Na hora de escrever fique atento se está havendo diminuição do tamanho das letras. A pessoa também pode ter dificuldade de ler. Estes podem ser outros sintomas do mal de Parkinson.

A excitação, o cansaço ou o estresse podem piorar os sintomas, principalmente com relação à tremedeira. 

Tratamento

Não há cura para o mal de Parkinson, mas é possível controlar os sintomas. Assim, o tratamento do mal de Parkinson inclui medicamentos, psicoterápicos e cirurgia em alguns casos.

Os medicamentos controlam os sintomas e têm como objetivo evitar a diminuição progressiva de dopamina no cérebro. Já o tratamento psicoterápico, que incluem antidepressivos e outros psicotrópicos, é recomendado para os casos de depressão, perda de memória e do aparecimento de demência.

A cirurgia não cura o mal de Parkinson, mas ajuda o paciente a ter melhor qualidade de vida. Durante a cirurgia, os tecidos cerebrais que causam os sintomas do mal de Parkinson podem ser destruídos. Ou então, podem ser implantados estimuladores elétricos em áreas específicas do cérebro com o objetivo de ajudar o movimento.