Como comprar um carro usado

Todos1.830 Visualizações

Na hora de comprar carro usado alguns cuidados devem ser tomados, principalmente com o motor do carro. É perfeitamente normal desconfiar da procedência e do estado do carro, a não ser que você faça negócio com um conhecido.

Será que o ex-dono era cuidadoso? Será que a quilometragem marcada no odômetro é a real? Será que o motor aguentará por mais alguns anos? Vamos responder todas as suas dúvidas e daremos dicas para você seguir antes de fechar negócio.

As dicas também valem para quando você for vender o carro, tente primeiro deixá-lo inteiro, fazendo uma revisão e consertando possíveis problemas. Afinal você não quer ter problemas com quem o comprou de você. Seja honesto.

 



 

Cuidados com carro usado

Encontrar carro usado para comprar não é difícil. Difícil é saber se o carro que você tem em vista vale. Se ele está bom e não vai te dar dor de cabeça assim que começar a usá-lo. Um dos principais problemas de um carro usado pode ser seu motor. Carros com quilometragem muito alta podem ser um poço de problemas mecânicos além do motor cansado.

Em média, os automóveis brasileiros são projetados para durar 9 anos em média. Chegar a essa idade funcionando bem vai depender muito dos donos do carro. Como você dirige e como cuida do carro são os dois fatores principais para garantir sua longevidade.

  • O abastecimento do veículo é muito importante, combustíveis adulterados com água ou solvente afetam o sistema de injeção do motor.
  • Verifique o nível de água constantemente
  • Se o nível oscilar, veja se há algum vazamento no radiador ou mangueiras.
  • Cheque sempre o nível de óleo lubrificante e o estado dos filtros e mangueiras.
  • Faça revisão completa anualmente. Troque pastilhas de freio, correias, filtros, velas, cheque suspensão e pneus.

Motor do carro

O motor é o coração do carro e quando ele começa a apresentar alguns problemas pode ser a hora de fazer uma retífica no motor. Dependendo do modelo e ano do carro, isso pode custar em torno de 4 mil reais.

Para saber se seu motor está com algum problema observe:

  • Barulhos estranhos, que você não costumava escutar antes.
  • Excesso de fumaça no escapamento.
  • Consumo elevado de óleo lubrificante.
  • Perda de potência .

Dicas para comprar carro usado

A melhor dica para comprar carro usado é levando seu mecânico de confiança para avaliar o automóvel. Mecânicos experientes vão saber se o carro é ideal para suas necessidades e escutarão os mínimos ruídos que passariam despercebidos por você. Mas nem todo mundo pode contar com um mecânico de confiança para acompanhá-lo, então confira todas as dicas para você não entrar pelo cano na hora de comprar seu usado.

  • Comece pedindo o manual do carro. Se estiver guardado é bom indicativo, o dono pode ser cuidadoso. Cheque se as revisões forma feitas na concessionária autorizada.
  • Peça para ligar o carro e veja se pega de primeira, sem problemas.
  • Escute o motor, observe se o ruído está normal e suave, sem engasgar nem acelerado.
  • Cheque a fumaça do escapamento. Muita fumaça não é bom sinal para o motor.
  • O ideal é suspender o carro. Assim você pode observar melhor se há vazamentos, além de ver a parte debaixo do veículo.
  • Se tiver noção de mecânica, verifique peças como correias e filtros. Se não tiver, cheque pelo menos a vareta do óleo para conferir se está no nível. Pegue um pouco do óleo com a ponta dos dedos e junte os dedos. Se fizer uma liga, o óleo está bom. Se não fizer, o óleo está ralo e perdeu suas propriedades lubrificantes.
  • Cheque as mangueiras do radiador e de combustível.
  • É essencial dar uma volta com o carro. Além de sentir o carro e ver se gosta de dirigi-lo, você pode checar se a transmissão está boa, com todas as marchas engatando sem problemas, o estado da suspensão, pneus, alinhamento do carro, potência do motor, ver se tem ruídos estranhos entre outros detalhes.
  • Durante o test drive cheque também a embreagem, se ela está muito pesada. Uma embreagem dura em média 80 mil quilômetros e custa entre 700 e 1000 reais para trocá-la.
  • Verifique os vidros do carro. Quando ele sai de fábrica todos os vidros têm a inscrição do chassi. Se houve troca de vidro questione por que. Pode ter sido tanto um ladrão que quebrou o vidro como um acidente. Nesse caso, é bom saber que tipo de colisão o veículo sofreu.
  • Observe a pintura do carro. Se houver partes discrepantes ou opacas também pode ser sinal de colisão.
  • Desconfie também quando o preço do carro estiver muito atraente ou bem abaixo do mercado.
  • Ao entrar no carro, cheire bem. Se tiver odor de mofo, pode ter sofrido um alagamento. Verifique chave de roda e macaco, se estiverem enferrujados é mais um indício.
  • Feche portas (da mala inclusive) e capô e veja se encaixam perfeitamente. Qualquer desnível pode indicar que o carro foi batido.
  • Cheque o estado dos pneus. Desgaste irregular denuncia um chassi empenado, problemas com a suspensão ou falta de alinhamento das rodas.
  • Cheque o sistema elétrico. Examine todos os comandos (faróis, limpador de pára-brisa, buzina, pisca-alerta, luzes de freio, velocímetro, travamento das portas, indicador de combustível, etc).

Antes da compra

Escolhido o carro, é hora de fechar negócio, mas não sem antes observar mais alguns detalhes muito importantes. Se você puder contratar um despachante, ótimo. Se não der, tente fazer as pesquisas por conta própria junto ao vendedor do carro e em site do Detran.

  • Verifique se o licenciamento está em dia
  • Verifique as placas. A traseira sempre terá um lacre com numeração. No canto direito superior você pode ver o ano em que foi fabricada a placa.
  • Confira o ano do documento do carro com o ano da placa. A placa pode ter sido substituída, pergunte por que foi substituída (colisão, numeração que sumiu, etc.).
  • Verifique se há pendências financeiras (se o carro foi financiado checar quitação, alienação, etc).
  • Verifique se há multas. Algumas multas são pesadas e vão onerar no bolso na hora de pagar. É responsabilidade do vendedor quitar multas previamente existentes.