Furúnculo – tratamento, sintomas e causa

Saúde e Corpo8.275 Visualizações

Muitas pessoas já devem ter ouvido falar em furúnculo, popularmente chamado de furunco. Mas, o que é furúnculo? Ele consiste numa infecção na pele causada pela bactéria Staphylococcus Aureus. A inflamação atinge o folículo capilar, a glândula sebácea e o tecido subcutâneo próximo ao folículo.

Quando o furúnculo aparece, ele surge em forma de abscesso, ou seja, o nódulo fica vermelho, endurecido e quente. No local da lesão, inicia-se um processo inflamatório e a pessoa sente muita dor. Na parte central do furúnculo surge uma área amarelada, indicando a presença de pus e a morte do tecido localizado na região da infecção.

O furúnculo pode aparecer em qualquer parte do corpo, porém é mais comum em regiões onde há maior transpiração e/ou fricção como pescoço, axilas, rosto, nádegas, virilha e coxas. Assim, não é muito recomendável usar roupas muitos apertadas ou substâncias que obstruam os poros.

Com relação ao tamanho do furúnculo isso vai depender da profundidade dos tecidos afetados pela infecção. Em alguns casos, ele pode aumentar rapidamente de tamanho. O furúnculo pode ainda vazar e encrostar e também se unir a outro furúnculo ou se proliferar para outras áreas da pele. 

É importante alertar que há um grupo de risco mais propício a desenvolver a infecção: portadores de HIV positivos, obesos, usuários de drogas injetáveis, portadores de diabetes mellitus e pessoas com baixa imunidade. 

Sintomas do furúnculo

Mas como identificar os sintomas do furúnculo? Bom, no início o processo de surgimento do furúnculo pode causar febre, fadiga e mal-estar, e a pele pode começar a coçar.

Depois a pele começa a ficar vermelha e aparecem caroços ou nódulos avermelhados, endurecidos e cheios de pus na parte central. A dor é outro indicativo que chama a atenção e ocorre quando o nódulo vai sendo preenchido com pus e o tecido começa a necrosar. Quando a pele que recobre o nódulo rompe espontaneamente e o pus e o tecido morto são eliminados, a dor desaparece. Com o processo de cicatrização, aparece no local da infecção uma mancha escura. 

Tratamento do furúnculo

Por ser uma infecção, como tratar o furúnculo? Será que é dolorido ou demorado? Será que é preciso consultar um médico?

Bom, uma das primeiras coisas que se deve saber sobre furúnculo é que nunca se deve espremer um furúnculo. Mesmo porque, como foi escrito anteriormente, na maioria das vezes ele se rompe de forma espontânea, não havendo, portanto, necessidade de drenagem cirúrgica. Além do mais, se você espremer ou abrir o furúnculo a infecção pode se espalhar.

Quando estiver com o furúnculo, coloque compressas úmidas mornas no local onde se encontra o furúnculo. O objetivo é secar a infecção e agilizar o processo de drenagem espontânea. Você pode colocar a compressa úmida e morna várias vezes ao dia. É recomendável continuar colocando compressas úmidas e quentes quando o furúnculo tiver estourado ou for drenado.

Em casos mais graves, é necessário consultar um médico dermatologista que poderá até prescrever a ingestão de antibióticos de uso tópico ou por via oral. O tratamento do furúnculo com orientação médica deve ser feito quando o furúnculo:

  • for muito grande ou profundo e, por isso, precise ser drenado por um médico;
  • durar mais de duas semanas;
  • reaparecer;
  • ter surgido na coluna ou no meio do rosto;
  • não tiver desaparecido após uma semana de tratamento em casa;
  • apresentar uma faixa vermelha que se estenda para fora da lesão;
  • provocar sintomas como, por exemplo, febre. Isso significa que a infecção se espalhou e causou complicações. 

Cuidados com o furúnculo

É claro que a prevenção é a melhor forma de evitar o surgimento do furúnculo. Por isso, tome alguns cuidados básicos como: utilizar sabonetes antibactericidas, tomar banho regularmente, lavar bem as mãos, manter a pele limpa, utilizar roupas, toalhas, roupas íntimas e roupas de cama em bom estado higiênico. Outras formas de prevenção incluem evitar vestir roupas muito justas e as de tecido sintético, já que elas dificultam a evaporação do suor.

Durante o tratamento do furúnculo, a higiene também é um item fundamental. Por isso, para evitar que a infecção se espalhe, lave sempre muito bem as mãos depois de tocar no furúnculo e limpe os furúnculos que estão sendo drenados. Também não se deve coçar o local da lesão para evitar espalhar a infecção para outras áreas do corpo.

Não é recomendável reutilizar ou compartilhar lenços ou toalhas. Tome o cuidado de lavar roupas, toalhas e lençóis ou outros utensílios que tenham entrado em contato com áreas infectadas em água quente (preferencialmente, fervente). E quando for trocar as compressas, jogue-as no lixo, mas antes coloque as compressas usadas em um saco plástico, lacre-o e descarte o saco.

Complicações causadas pelo furúnculo

Em geral, o furúnculo não causa grandes complicações, por isso é importante tomar todos os cuidados básicos para evitar que a lesão apareça ou se espalhe. Entre as complicações que podem surgir está o fato de a lesão se manifestar ao redor do nariz ou do ouvido, pois neste caso a região é irrigada por vasos que se comunicam com os do cérebro. Nestes dois casos, o furúnculo deve ser tratado por um médico.

Outra complicação surge quando a bactéria se dissemina pela corrente sanguínea, e como consequência, ela atinge órgãos como ossos e coração. A bactéria causadora do furúnculo pode ainda atingir os folículos pilossebáceos e provocar o aparecimento de múltiplas lesões.

E se os furúnculos se desenvolverem próximos um do outro podem se expandir e se unir, causando uma doença chamada de carbunculose.