Como se proteger de raios

De longe, os raios fascinam. No entanto, quando eles surgem no céu durante uma tempestade é sinal de que precisamos nos proteger para não sermos atingidos por uma descarga elétrica que pode até nos matar. Mas como podemos nos proteger do raio, um fenômeno da natureza tão bonito, mas também muito perigoso? Antes de responder a esta pergunta vamos explicar por que o Brasil é o país que tem a maior concentração de raios em todo o mundo.

A explicação para o Brasil registrar cerca de 50 milhões de raios por ano é geográfica, já que o país está localizado na chamada zona tropical do planeta. Nessa região, o clima é mais quente e, por isso, mais favorável à formação de tempestades.  E quando a tempestade chega, os raios vêm juntos. Assim sendo, quando começa a cair um temporal muito forte e ouvimos o som do trovão ou vemos um relâmpago é melhor procurar por um abrigo seguro.

Mas, o que acontece quando o raio atinge o solo? A descarga elétrica que vem do raio se espalha até cerca de 50 metros em volta do ponto de contato. Na água, a distância é maior. Por isso, podemos ser atingidos pela descarga elétrica se estamos, por exemplo, em um local descampado. O mesmo acontece quando estamos na água. A descarga elétrica cai na piscina, lago, rio ou praia e pode nos atingir enquanto nadamos, já que ela atinge uma distância superior a do solo.

Por causa da grande quantidade de raios no Brasil, instalar para raios no topo de edifícios ou casas é uma forma de prevenção. Mas, o que é para raio? Ele é um sistema de proteção de descargas atmosféricas – spda – que tem como objetivo proteger as construções e encaminhar a energia do raio, desde o ponto que ele atinge a edificação até o aterramento. Assim, durante uma tempestade, o para raio evita, por exemplo, a queima de equipamentos domésticos, como televisores, computadores, aparelhos eletrodomésticos, etc. 

Como se proteger dos raios

A maior incidência de raios no Brasil é entre os meses de outubro e março. E eles chegam a matar mais de cem pessoas por ano. Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), 80% das mortes poderiam ser evitadas se as pessoas soubessem se proteger adequadamente. Vale destacar que em quase 100% dos casos de pessoas diretamente atingidas por raios, há morte. E quem consegue sobreviver a uma descarga elétrica tão intensa terá sequelas.

Ao contrário do que muita gente pensa, além de as pessoas se protegerem de raios quando estiverem na rua, quem está em casa também precisa tomar alguns cuidados básicos para evitar maiores problemas.

Confira a seguir como se proteger de raios quando estiver na rua ou em casa.

Dicas para proteção contra raios

Às vezes a tempestade mobile casino nos pega de surpresa e nem sempre conseguimos procurar por um abrigo. Essa demora em procurar abrigo pode fazer a diferença entre sermos ou não atingidos por um raio. Por isso, preste atenção ao seu corpo.  

Se você estiver ao ar livre durante uma tempestade e sentir seus pelos arrepiarem ou sua pele coçar, este é um sinal de que um raio está para cair na região. Por isso, procure rapidamente por um abrigo, já que ficar na rua em locais descobertos é um dos principais perigos para quem quer se proteger dos raios.

No entanto, se não encontrar abrigo, faça o seguinte:

Fique ajoelhado, com o corpo curvado para frente. Coloque as mãos nos joelhos e a cabeça entre eles. Essa postura imita o formato de uma esfera e, por isso, o corpo deixa de funcionar como uma ponta, e não atrai raios. 

Quando estiver fora de casa

  • Não fique em lugares abertos, como praia, piscina, lagos, lagoas ou beira de rio, pois na água, o raio se propaga a uma distância maior do que em contato com o chão. Ou seja, não nade durante tempestades com raios
  • Não se abrigue em quiosque, nem fique debaixo de guarda-sol, barraca de praia, marquise ou ponto de ônibus
  • Não fique em campos de futebol ou golpe, quadra de tênis, estacionamento ou qualquer outra área aberta
  • Não se abrigue embaixo de árvores
  • Não fique próximo a linhas de energia elétrica ou a postes e mastros
  • Não vá para o topo de prédios, morros, montanhas ou cordilheiras
  • Não fique em grupos
  • Não empine pipas
  • Não ande a cavalo
  • Não se abrigue em veículos sem capota como tratores, motocicletas ou bicicletas
  • Não chegue perto de cercas de arame, varais metálicos, linhas aéreas e trilhos
  • Não segure objetos metálicos longos, tais como varas de pesca, tripés e tacos de golfe

Obs 1: NUNCA se deite no chão, pois o chão é atingido pelas descargas elétricas.

Obs 2: Se estiver acampando, NÃO fique dentro de barracas, pois as hastes atraem os raios. Procure abrigo em vales, desfiladeiros e depressões no solo. 

Quando estiver em casa

  • Não use o telefone (somente o telefone sem fio)
  • Não fique próximo a tomadas, canos, janelas e portas metálicas
  • Não tome banho
  • Não tenha contato com qualquer equipamento elétrico ligado à rede elétrica

Locais para se abrigar dos raios

  • Se estiver na rua, abrigue-se em um local totalmente fechado. Carros, ônibus ou outros veículos metálicos não conversíveis são seguros, pois funcionam como isolante elétrico. No entanto, para que a corrente se distribua pela estrutura metálica sem atingir quem está dentro do veículo é preciso que as portas e as janelas estejam fechadas
  • Vá para moradias ou prédios que tenham proteção contra raios
  • Galpões e grandes construções com estruturas metálicas
  • Abrigue-se em locais como metrôs, túneis ou cavernas
  • Procure abrigo em vales ou desfiladeiros