Como fazer soro caseiro

Quando chega o verão, normalmente a estação mais aguardada do ano por muitos, é preciso redobrar os cuidados com a saúde. Ainda mais nos tempos de hoje quando as temperaturas chegam cada vez na casa dos 40° C. Pessoas de todas as idades devem estar atentas, mas bebês, crianças e idosos (acima de 65 anos) devem ter mais cuidado com as altas temperaturas.



 

Os cuidados no verão também devem ser maiores com pessoas cardíacas ou que apresentem quadro de pressão alta.

A maioria das pessoas gosta de se bronzear, mas é preciso ter cuidado, pois o excesso de exposição ao sol pode causar danos à pele. Além de contribuir para o surgimento do câncer de pele, a exposição ao sol provoca envelhecimento precoce da pele. O sol também pode causar danos à retina e ao cristalino, facilitando, portanto, o aparecimento de catarata.

Por isso, seguem algumas dicas importantes para as pessoas sobreviverem às altas temperaturas durante o verão.

10 Dicas para aguentar o Verão

  • Manter-se hidratado durante todo o dia é uma das principais recomendações. Por isso, deve-se sempre ter uma garrafa de água por perto para ir se hidratando ao longo do dia, seja em casa, no trabalho ou na rua. E não é preciso esperar ter sede para beber água. No mínimo beba 2 litros de água por dia.
  • Os raios solares estão mais intensos entre 10h e 16h, por isso evite sair nesse horário. Mas, se isso não for possível, não se esqueça de passar filtro solar, e mais de uma vez ao longo do dia. E procure caminhar pela sombra.
  • Use roupas leves e folgadas para facilitar a transpiração. Ao sair de casa, use chapéu ou boné, para se proteger dos raios ultravioletas. Coloque também óculos escuros, de preferência com proteção ultravioleta total para evitar queimaduras da córnea e da retina.
  • A alimentação deve ser leve, por isso a dica é comer mais saladas e frutas. Evite bebidas com cafeína, álcool ou muito açúcar.
  • Quando for à praia, passe filtro solar pelo menos 30 minutos antes de sair de casa. E prefira ir à praia no horário das 7h às 10h e depois das 16h. Reaplique o filtro solar durante o tempo em que estive na praia.
  • Evite levar bebês à praia no horário das 10h às 16h. Neste horário, a incidência de raios ultravioletas é maior e os bebês podem sofrer queimadura e até sofrer desidratação.
  • Para aliviar o calor, lave o rosto durante o dia e passe um pouco de água na nuca, braços e mãos. Tome banho de água fria, tome um banho de mar ou mergulhe na piscina.
  • Use protetor soltar também nos dias nublados, pois os raios solares atravessam as nuvens e a neblina. 
  • Antes de ir para a rua e se expor ao sol, não manuseie limão e laranja, pois ambos contêm substâncias que provocam queimaduras com bolhas e manchas. Se tiver contato  com algum desses alimentos antes de sair de casa, lave bem as mãos e a boca antes de se expor ao sol.
  • É muito comum se exercitar na praia durante o verão. No entanto, comece os exercícios de forma devagar, sem exageros. Não se esqueça de fazer alongamento antes dos exercícios, pois a areia fofa pode provocar lesões. 

Sintomas da desidratação em crianças

A desidratação por diarreia em crianças é a causa mais comum. Mas como identificar os sintomas da desidratação? Os pais devem ficar atento aos sinais de boca seca, olho seco, moleira funda e choro sem lágrima. Nestes casos, o tratamento deve ser feito com soro oral e/ou leite materno.

Além da desidratação por diarreia, a criança também pode sofrer desidratação por calor. Mas, para chegar a este quadro a criança tem que ficar o dia inteiro exposta ao sol ou fechada em um carro a 40° C. Os sintomas da desidratação por calor são boca seca e olho mais fundo. Neste caso, a recomendação é o consumo de água, chá, suco e água de coco.

Soro Caseiro é bom para desidratação

A desidratação pode se tornar um grave problema se a pessoa apresentar um quadro de desidratação por muito tempo. As crianças são as que mais sofrem, e muitas têm morrido devido a essa enfermidade que pode ser combatida de modo simples através do soro caseiro, que tem como objetivo repor água e sais minerais perdidos com os vômitos e a diarreia.

Para fazer efeito, o soro deve ser tomado de 20 em 20 minutos, ou após acesso de vômito ou a cada evacuação. O paciente que apresentar quadro de insolação ou intoxicação alimentar também pode tomar o soro caseiro.

É importante ressaltar um ponto com relação ao soro caseiro: ele só é recomendado em caso de emergência.

Receita do Soro Caseiro

O soro caseiro é muito simples de ser preparado, pois são necessários somente três ingredientes: açúcar, sal e água. Mas, qual a quantidade correta de cada ingrediente? Para que não haja erros e a pessoa coloque somente a quantidade devida, a UNICEF aconselha a utilização de uma colher-padrão, que está disponível nos postos de saúde. Confira a seguir como fazer soro caseiro.

Com a colher-padrão

. Duas medidas rasas de açúcar (medida maior da colher-padrão);
. Uma medida rasa de sal (medida menor da colher-padrão);
. Um copo (200 ml) de água filtrada e/ou fervida.

Sem a colher-padrão

Mas, se você não tem a colher-padrão em casa e precisa preparar o soro caseiro, siga as instruções a seguir. Você pode fazer a medição de duas formas:

1) Com uma balança de cozinha

. 40g de açúcar;
. 3,5g de sal;
. 1 litro de água filtrada e/ou fervida.

2) Com as próprias mãos

. Três pitadas de açúcar (alguns textos descrevem como um punhado);
. Uma pitada (de três dedos) de sal;
. Um copo (200 ml) de água filtrada e/ou fervida.

Obs.: Não coloque sal de mais ou de menos ou açúcar de mais ou de menos quando for preparar o soro caseiro. Prepare o soro caseiro exatamente conforme o indicado, ou seja, com as quantidades corretas de sal e açúcar. Muitos pais acabam por superdosar o preparo, e isso pode se tornar prejudicial à saúde da criança.