Como fazer empréstimo consignado

Nos últimos anos tem crescido a oferta de crédito consignado ou empréstimo consignado, no Brasil. Mas, você sabe o que isso significa? O empréstimo consignado nada mais é do que o desconto de parcelas diretamente na folha de pagamento da pessoa física ou do benefício previdenciário do cliente. No entanto, para que isso aconteça é necessário que o contratante autorize a instituição financeira a fazer o desconto diretamente na folha de pagamento ou no benefício.

 

Explicando um pouco mais sobre o empréstimo consignado. Não há necessidade de boletos ou carnês, já que o empréstimo é descontado em folha, por isso o valor é debitado automaticamente quando você recebe seu salário.

 

Várias instituições financeiras oferecem crédito consignado no país. A oferta é muito grande, por isso é importante tomar alguns cuidados básicos antes de assinar o contrato, como pesquisar se a instituição financeira ou o banco são idôneos, se a taxa de juros que está sendo ofertada é a mais vantajosa e se você não estará comprometendo demais a sua renda mensal com o pagamento das parcelas. 

Quem pode fazer empréstimo consignado

 

Podem fazer o empréstimo consignado trabalhadores que tenham a carteira assinada (CLT), sindicalizados ou não (nesse caso a empresa precisa ter convênio com o banco ou financeira); funcionários públicos, federais, estaduais ou municipais e das forças armadas; aposentados e pensionistas do INSS.

 

Trabalhadores públicos e privados devem se informar quais instituições financeiras têm convênio assinado com a empresa onde trabalham. Depois basta procurar a instituição se quiser maiores informações. Aposentados e pensionistas devem pesquisar as instuições financeiras conveniadas com o INSS. Durante a pesquisa aproveite para ver qual tem as melhores taxas e condições.

O valor máximo do empréstimo depende do salário, prazo e outras regras do convênio estabelecido entre o banco e a empresa ou orgão público. Costumam ser oferecidas operações até 8 anos (96 meses) dependendo do convênio entre banco e empresa. Para aposentados e pensionistas o o prazo máximo é de 60 meses (5 anos). Pode-se comprometer entre 20% e 30% da renda líquida mensal para pagar as prestações do empréstimo (que já vêm com o IOF incluso). Este limite das prestações mensais é conhecido como "margem consignável".

Prós: nesse tipo de empréstimo não é preciso um avalista e é proibida a cobrança de Taxa de Abertura de Crédito (TAC) ou outras taxas para aposentado e pensionista.

Contras: a facilidade de obter o crédito leva muitas pessoas a fazerem o empréstimo sem se programar. Pode acarretar em um comprometimento da renda familiar ou pessoal com as prestações.

Dicas para fazer o empréstimo consignado

empréstimo consignado para aposentados tem aumentado bastante, já que muitas instituições financeiras e bancos oferecem crédito especial para aposentados. E isso vem chamando a atenção de golpistas, que acreditam ser mais fácil enganar os aposentados, pois eles se aproveitam da inexperiência de quem quer fazer um empréstimo pessoal. Assim, para evitar surpresas indesejáveis é muito importante tomar alguns cuidados básicos. Confira a seguir o que você pode fazer para não cair em armadilhas.

  • Uma das primeiras atitudes a serem tomadas é pesquisar se a instituição financeira que está oferecendo o crédito consignado está autorizada a funcionar. Essa autorização é dada pelo Banco Central. 
     
  • Se o aposentado ou pensionista estiver pensando em obter o empréstimo pessoal, o ideal é verificar se a instituição é conveniada ao INSS.
     
  • Analise bem a proposta antes de assinar o contrato. Não decida nada sobre pressão. Reflita bem se realmente será vantajoso obter o empréstimo. Se for preciso, converse com alguém sobre o assunto. 
     
  • Não aceite intervenção de terceiros e desconfie de pessoas que prometem acelerar a negociação e facilitar o crédito.
     
  • Em hipótese alguma forneça o cartão magnético ou a senha do banco a terceiros. Isso vale para qualquer transação bancária.
     
  • Antes de optar pela instituição financeira, analise a taxa de juros que está sendo oferecida e compare-a com os juros de outras instituições financeiras, já que há uma grande diferença entre uma instituição e outra. 
     
  • Não é recomendável realizar o empréstimo se o valor da parcela comprometer o rendimento mensal da família. A recomendação é que a parcela só comprometa até 30% do valor da renda mensal.  
     
  • Antes de optar pelo empréstimo, faça os cálculos para ter a certeza de que conseguirá pagar as parcelas, sem que isso comprometa outras contas.
     
  • Controle as contas mensalmente. Desta forma você terá certeza de que não estará gastando mais do que o permitido. 

O que fazer para não ser vítima de fraude

  • O Procon orienta os aposentados a não fornecerem seus dados por telefone
  • Tenha cuidado com documentos como identidade, CPF e outros para não serem usados por outras pessoas em empréstimos fraudulentos
  • Em caso de roubo ou perda de documentos procure imediatamente uma delegacia e faça o Boletim de Ocorrência
  • Se quiser fazer um empréstimo vá até uma agência bancária para fazer um contrato assinado, especificando taxa de juros e outros detalhes

O que fazer em caso de fraude

  • Se suspeitar de fraude vá à delegacia e registre um Boletim de Ocorrência
  • Em seguida encaminhe esse Boletim de Ocorrência para a agência do INSS onde você é cadastrado
  • Depois deve ser feita a notificação junto à instituição financeira que concedeu o empréstimo (relatando que o cliente é vítima de fraude)
  • A instituição financeira terá até 48 horas para devolver os valores descontados indevidamente
  • Outra providência é solicitar o cancelamento imediato da conta bancária aberta ilegalmente no seu nome para receber o empréstimo consignado
  • Caso a instituição financeira se negue a ressarcir o valor procure o Juizado Especial Cívil
  • Você também pode entrar com pedido de reparação de danos morais e materiais se se sentir prejudicado e considerar que passou por uma situação vexatória

Simulação de empréstimo consignado

Devido à facilidade de oferta de empréstimos, cresce o número de pessoas que buscam esta forma de financiamento para efetuar a compra da casa, de um carro ou de outro bem de consumo. Mesmo porque o empréstimo pode ser pago em diversas prestações. No entanto, movidos pelo crédito fácil, muitas pessoas acabam comprometendo a sua renda familiar e aí o valor da dívida pode aumentar, por isso é importante fazer uma simulação de empréstimo.

Muitos bancos e instituições financeiras que oferecem crédito consignado disponibilizam formas para que você faça a simulação de empréstimo através da internet. Também é possível fazer a simulação na própria agência bancária. Lembre-se que a simulação deve servir como base, ou seja, às vezes poderá haver alguma diferença para mais ou para menos.

Depois que você souber o valor da taxa de juros e já tiver feito a simulação de empréstimo, então terá condições de escolher o banco ou a instituição financeira que atende melhor as suas necessidades.

Clique aqui para fazer uma simulação de empréstimo para aposentados.