Como doar sangue

Doar sangue significa salvar vidas. No entanto, infelizmente, as pessoas ainda não fazem a doação de sangue com regularidade, por isso, frequentemente, são feitos apelos através dos órgãos de imprensa para que a população vá até o banco de sangue e faça a sua doação. Épocas como Carnaval e fim de ano, são mais críticas, e normalmente os estoques são muito baixos, especialmente em cidades como o Rio de Janeiro que costumam receber muitos turistas.

 

Às vezes, por falta de informação, as pessoas acham que doar sangue é complicado. No entanto, a doação de sangue é muito simples de ser feita e basta apresentar um documento oficial de identidade, com foto. Todo o material utilizado para a coleta é descartável.

 

Ao contrário do que muitos podem pensar, no dia da doação de sangue não é preciso estar em jejum. No entanto, não se deve ingerir alimentos gordurosos, especialmente manteiga, margarina ou frituras. A refeição no dia da doação deve ser saudável, inclusive com frutas. A ingestão de bebida alcoólica 24 horas antes da doação de sangue também não é permitida.

Algumas pessoas alegam ainda falta de tempo para doar sangue. Isso não é problema, pois os hemocentros brasileiros aceitam fazer o agendamento para o recebimento de pacientes.

É claro que há algumas restrições, porém quem se encaixa no perfil do doador de sangue deve ter em mente que a sua doação pode salvar até três vidas. E isso é um grande presente para quem se preocupa com o bem-estar do próximo. 

Antes de doar sangue, o doador deve ler com a atenção e responder o formulário de triagem. Ele deve informar, por exemplo, se está fazendo uso de algum medicamento. O doador também deve dizer se fez alguma tatuagem ou colocou algum piercing ou alargador. Nestes dois casos, o prazo de doação é de até 12 meses após a colocação do piercieng ou alargador, dependendo, é claro, do estado em que a pessoa se encontra.  

No dia da doação de sangue, o doador também não pode apresentar sintomas como alergia, não pode ter qualquer infecção, inclusive gripe, e nem pode apresentar herpes em atividade.

Para mais informações, confira a seguir informação sobre como doar sangue.

Critérios básicos para doação de sangue

Ter idade entre 18 anos completos e 67 anos, 11 meses e 29 dias. Quem tem entre 16 e 18 anos também pode doar sangue, desde que com o consentimento formal do responsável legal, que deverá estar presente munido de documento de oficial de identidade. 
 

  • Estar com boa saúde
  • Estar descansado, ou seja, ter dormido bem, pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas
  • Pesar mais de 50 kg
  • Intervalo entre doações:
    Homens –  até 4 doações/ano, com intervalos de 60 dias
    Mulheres – até 3 doações/ano, com intervalos de 90 dias 

 



 

Não são doadores de sangue

  • Mulheres que estão grávidas ou amamentando, ou as que perderam o bebê. 

Restrições quanto à doação de sangue

Muitas pessoas querem ser doadoras de sangue, no entanto há algumas restrições que precisam ser conhecidas por quem quer ajudar a salvar vidas. Assim sendo, a pessoa NÃO pode doar sangue se:

  • Tiver doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), como AIDS e sífilis, por exemplo
  • For usuário de drogas ilícitas venosas
  • Tiver múltiplos parceiros sexuais
  • Estiver ou já ter tido hepatite, malária, algum tipo de câncer, epilepsia, doença de Chagas, doença cardíaca grave
  • É diabético com complicações vasculares
  • Tem graves problemas no pulmão, rins ou fígado
  • Tem problema de coagulação de sangue
  • Tiver feito cirurgia há 6 meses

    Obs: Também não podem doar sangue pessoas que tenham ficado em estados que possuem a malária pelo menos nos últimos seis meses passados.

Mitos e verdades sobre a doação de sangue

Você já deve ter ouvido falar muita coisa sobre a doação de sangue, mas o que é mito ou verdade?

Mitos

  • O doador não se torna dependente, nem viciado em doar sangue. O ato de doar sangue não tem relação alguma com qualquer tipo de dependência
  • A doação de sangue nem engrossa, nem afina o sangue do doador
  • Não há qualquer alteração no peso do doador de sangue. Assim, ele não engorda, nem emagrece
  • As mulheres menstruadas podem, sim, doar sangue, pois a doação não lhes causa nenhum problema de saúde
     

Verdades

  • Quem foi vacinado contra a hepatite B recentemente, não pode doar sangue, se o intervalo for inferior a 48 horas
  • As pessoas que realizaram tatuagens em intervalo inferior a um ano, não podem doar sangue
  • Em caso de anemia, não é possível fazer a doação de sangue
  • O doador pode estar alimentado. Ele só tem que evitar alimentos gordurosos.

Cuidados após a doação de sangue

Cuidados após doar sangue

  • O organismo se encarrega de repor em poucas horas o volume de sangue que é doado. No entanto, é preciso tomar alguns cuidados após a doação
  • Beba bastante líquido nas próximas 12 horas
  • Evite fumo e bebidas alcoólicas, em especial nas próximas 12 horas
  • Evite fazer exercícios físicos intensos e/ou carregar peso com o braço da doação nas próximas 24 horas
  • Evite dirigir ônibus, caminhões, pilotar motocicletas e aeronaves nas próximas 24 horas
  • Evite atividades em andaimes, tripulações de voo, mergulhadores e paraquedistas nas próximas 24 horas

    Obs: Se após a doação de sangue você sentir tontura ou fraqueza, a recomendação é que você se deite e descanse por alguns minutos.