Como acabar com as espinhas (acne)

Beleza2.368 Visualizações

O rosto é o nosso cartão de visitas, por isso nos preocupamos tanto com ele ao longo da vida. No entanto, na puberdade e na adolescência os cuidados começam a aumentar, já que nesta etapa da vida é muito comum o surgimento de acne. Mas o que é acne e como ela se forma? A acne é uma doença da pele que surge por causa do aumento da secreção sebácea, provocando a obstrução da glândula sebácea. Ao entupir a glândula, aparece o cravo branco que em contato com bactérias inflama e forma a espinha.

 

A acne se manifesta através do surgimento de cravos e espinhas. As lesões surgem com mais frequência durante a puberdade e adolescência devido ao estímulo dos hormônios sexuais. Apesar de o surgimento da acne ocorrer mais nos adolescentes, a doença também surge na idade adulta, sendo mais frequente nas mulheres do que nos homens. Normalmente, a acne e espinha aparecem principalmente na face, ombros, costas e peito.

A manifestação da acne varia de pessoa para pessoa. Na maioria das vezes, o quadro infeccioso é de pequena e média intensidade, porém há casos mais graves. A pele oleosa é a que mais sofre com cravos e espinhas.

Um rosto com espinhas chama muito a atenção, por isso é comum vermos jovens incomodados com tantos cravos e espinhas. Para tentar melhorar o aspecto da pele, muitos deles coçam ou espremem as bolhas. Só que ao fazer isso, os jovens acabam agravando o quadro, pois o recomendável é não coçar ou espremer essas bolhas. Assim, o ato de coçar pode causar o agravamento da lesão, pois abre caminho para a infecção no local lesionado. Como consequência podem surgir manchas de acne e cicatrizes.

Mas, como remover espinhas se a recomendação é não mexer nelas? É importante ressaltar que para tirar espinhas é fundamental a visita a um médico dermatologista. Só ele poderá avaliar o grau da lesão e prescrever o tratamento correto para o seu caso. Por isso, assim que surgirem os primeiros sintomas, vá ao médico e busque por orientação. Afinal, as espinhas também mexem com a vaidade e a autoestima do adolescente, por isso quanto mais rápido iniciar o tratamento, menos o lado emocional será afetado.

Mitos e verdades sobre a acne

Muito se fala sobre a acne, mas muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre algumas questões ligadas à doença. Por isso, confira o que é mito ou verdade no surgimento da acne.

VERDADES: MITOS:
   
►Estresse influencia no surgimento de acnes. ►Acne não é contagiosa.
►Espremer espinhas aumenta o quadro inflamatório e provoca o surgimento de lesões. ►Lavar o rosto de forma excessiva não previne a acne. A limpeza da pele deve ser feita no máximo três vezes ao dia.
►A acne pode surgir durante o período da menstruação. ►A poluição nas cidades não interfere no desenvolvimento da acne.
►Cosméticos gordurosos ou oleosos podem piorar o aspecto da acne, principalmente em peles oleosas. ►Não há estudos que comprovem a relação de alimentos gordurosos (chocolate, fritura, amendoim, nozes) com a acne. Mas se o paciente notar que os alimentos estão piorando as lesões, então exclua-os da sua dieta.
►Existe uma predisposição genética para o aparecimento da acne. ►Sol não ajuda no combate à acne.
►Os exercícios físicos melhoram a circulação sanguínea, ocasionando melhor oxigenação dos órgãos, inclusive da pele. ►Anticoncepcional não provoca acne.
►O clima interfere na qualidade da pele, pois esta pode ficar mais oleosa devido a combinação de suor e filtro solar gorduroso. ►Pasta de creme dental não diminui a acne.

Dicas para tratar a acne

  • Procure um dermatologisa. Somente o profissional poderá indicar o tratamento para acne adequado ao seu caso.
     
  • Por mais que seja tentador, nunca esprema a espinha ou o cravo. Se for feito de maneira errada, podem surgir lesões na pele, causadas por infecções, por exemplo. A pessoa também pode ficar com manchas de espinha.
     
  • Quando a mulher fica grávida, podem ocorrer diversas alterações hormonais em seu corpo. Essas alterações podem provocar o surgimento de acnes. O ideal, portanto, é evitar o uso de medicamentos, mesmo os que são aplicados somente na pele. Além disso, os medicamentos podem prejudicar a criança durante o seu processo de formação.

Tratamentos para acne

Para que o resultado seja satisfatório, o tratamento da acne deve ser sempre acompanhado por um dermatologista, já que para cada tipo de pele existe um determinado tratamento. Por isso, não use remédios que são indicados por outras pessoas que já passaram pelo mesmo problema, mesmo porque o tratamento será feito de acordo com o tipo e a gravidade das lesões. A duração do tratamento para acne é longa (cerca de seis meses), por isso siga a orientação do dermatologista. Confira a seguir dicas detratamento para espinhas.

  • Esfoliação da pele – pode ser feita através de substâncias químicas como o ácido salicílico e o peróxido de benzoíla. O uso destas substâncias não pode ser exagerado, pois a esfoliação também pode prejudicar o tratamento. 
     
  • Tratamento hormonal – dependendo do quadro, é indicado tratamento hormonal, através da ingestão de contraceptivos orais (hormônios femininos) que neutralizam os efeitos de excessos de hormônios masculinos.
     
  • Medicação de uso oral – o objetivo do remedio para acne é desobstruir os folículos e controlar a proliferação bacteriana e a oleosidade da pele. Antibióticos são usados como remedio para espinha visando o controle da infecção. 
     
  • Limpeza de pele – deve ser realizada somente por profissionais capacitados, como esteticistas, e quando houver recomendação do dermatologista. A limpeza de pele age no esvaziamento de lesões não inflamatórias (cravos), evitando a sua transformação em espinhas.
     
  • Cremes de uso tópico – o tratamento com cremes deve ser seguido à risca.  
     
  • Peeling químico, laser e microdermoabrasão – métodos terapêuticos indicados para a acne, mas somente após a prescrição médica.

Em setembro de 2012, cientistas americanos descobriram um produto à base de vírus que pode ser utilizado na criação de um creme para acne. Os fagos (pequenos vírus) são capazes de combater a bactéria que causa a acne. Os pesquisadores estão otimistas com a nova descoberta.