Aprenda a construir uma bobina de tesla

Ciência8.598 Visualizações

A Bobina de Tesla é um transformador ressonante com a capacidade de gerar altas tensões. Ela foi desenvolvida por Nikola Tesla (1856-1943), um contemporâneo e rival de Thomas A. Edson (1847-1931). Já foi usada em equipamentos de eletroterapia, transmissores de rádios primitivos e geradores.

Atualmente, a bobina de tesla é usada para demonstrar como a eletricidade atua. Ao funcionar, faíscas elétricas são geradas. Estas podem atingir vários metros de comprimento. É muito bonito de ser visto.  Algumas pessoas adaptaram a Bobina de Tesla para reproduzir músicas. Isso acontece através dos ruídos que ocorrem devido à dissipação dos eletro choques nas mais diferentes intensidades.

Materiais necessários

Para construir a base do aparelho será necessário:  4 rodas de nylon (optativo) ou 4 pés de borracha e placa de madeira compensada de (60 x 60 x 2) cm.

Para construir a bobina secundária será necessário: 2 tampões para os tubos ou discos plásticos; tubo de PVC, diâmetro 4 polegadas com 1,0 m de comprimento; 1 kg de fio #22 esmaltado, verniz plástico acrílico, terminais superior e inferior de porcelana e parafusos de nylon.

Para construir a bobina primária será necessário: 2 discos plásticos (PVC) com 20 cm de diâmetro e 3 mm de espessura, 8 varetas de plástico (PVC) com 6 mm de diâmetro 7,5 cm de comprimento, 3 varetas de plástico ou de madeira de diâmetro 12 mm e comprimento de 7,5 cm, 8 m de fio de cobre encapado com plástico, número 12 ou 14.

Para construir para o capacitor será necessário: 1 placa de vidro plano de (45 x 45) cm, 2 m de sarrafo de (2,5 x 2,0) cm para a moldura, 2 terminais cerâmicos ou plásticos, 2 folhas de alumínio autocolantes de (38 x 38) cm.

Para construir para o centelhador será necessário:  2 isoladores cerâmicos de 4 cm com terminais de rosca, 2 tubos plásticos de diâmetro 6 mm e comprimento 5 cm, 2 varetas de latão de 12 cm de comprimento e diâmetro de 2 ou 3 mm.

Para construir para a tensão de entrada será necessário: 1 m de fio para alta tensão (fios para pontas de provas) ou fio de cobre # 14 encapado com plástico, transformador para néon (primário 110VAC,60Hz – secundário 8 a 12 kV, 20 a 30 mA), cordão de força para o primário, parafusos para fixação na base de madeira.

Como fazer a bobina de tesla

Será necessário fazer as 6 partes da bobina: a base de sustentação, a bobina secundária L2, a bobina primária L1, o transformador T para tubos néon, o capacitor C para alta tensão e o faiscador.

A base do aparelho: deve ser construída sobre uma base de madeira compensada de (60 x 60) cm e espessura 2cm, devidamente lixada e envernizada e ainda dotada de 4 rodas de nylon, uma em cada canto da base.

A bobina L2: pegue o quadrado feito como base, depois de estar totalmente pronto e seco, para montar a bobina 2. Faça um enrolamento com fio de cobre esmaltado # 22 (ou #24 ou #26), sobre um tubo de PVC de 4 polegadas de diâmetro e 1 metro de comprimento. Com fio #24 isso dará cerca de 1550 espiras e consumirá quase 1 kg de fio. Se optar por usar um fio mais fino, o de # 26, por exemplo, essa extensão de 86 cm apresentará cerca de 2000 espiras. Deve haver espaço suficiente entre esse enrolamento e as bordas do tubo.

Lixar o tubo com lixa fina para retirar as irregularidades do produto e especificações do fabricante. No enrolamento, mantenha o fio bem esticado, com as espiras unidas e passe uma nova demão de verniz. Parafuse as tampas que precisam ter orifícios em seus centros para permitirem as passagens dos parafusos de topo e de base. Nunca fure o tubo de PVC e não passe o fio para o interior do tubo. Fixe o terminal de terra dessa bobina. Uma área do tubo na extremidade inferior deve ser lixada e um retângulo de lata fina ou alumínio lixada e com os bordos arredondados. Ele receberá a extremidade do fio a qual já deve ter sido lixada e dobrado várias vezes. Depois, deve ter sido amassado para ser fixado contra o tubo junto com uma tira de malha para terra. O terminal superior (eletrodo de descarga) pode ser esférico, toroidal, sendo que o segundo é o mais indicado.

Bobina de Tesla caseira

A bobina L1: essa bobina L1 é fixada ao redor da bobina L2. É feita uma espécie de gaiola, é feita com dois anéis de plástico com diâmetros externos de 24 cm e internos de 14 cm. Próximo às bordas externas dos anéis são feitos 8 furos para passar as varetas de plástico Próximo à bordas interna do anel inferior são feitos 3 furos para passar as varetas que fixarão essa armação na base. É necessário ajustar bem essa gaiola ao redor da bobina e fixar na base as 3 varetas de apoio.

O centelhador: é formado a partir de dois terminais metálicos montados em isoladores de pé, que se fixam numa base isolante.  Depois essa base, deve ser fixada na base geral do aparelho. Você pode optar por usar centelhadores usados para cercas elétricas de pastejo rotacionado. É mais prático.  

O capacitor C: as folhas de alumínio devem ser coladas nas duas faces do vidro. Uma lapela de alumínio servirá de terminais de C e serão fixadas nos parafusos de nylon da moldura. Os parafusos devem atravessar a moldura de madeira.

O transformador T: deve ser adquirido, mas tem um custo mais alto. Pode ser usada um de segunda mão para colocar na bobina de tesla. Está pronta.